Tagfedora

Adicionar usuário no arquivo sudoers

Olá pessoal, venho aqui mais uma vez trazendo uma pequena dica, mas muito útil. Você já chegou a instalar o seu sistema operacional, independente da distribuição e quando foi executar algum comando como sudo ou até mesmo se autenticar como sudo e recebeu a mensagem “usuario não está no arquivo sudoers. Este incidente será relatado.”. Bom irei mostrar abaixo como resolver de forma bem simples e definitiva.

Existem duas formas de realizar o procedimento. Adicionando uma linha no arquivo “/etc/sudoers” ou criando um arquivo dentro de “/etc/sudoers.d/”. No meu caso, irei criar um arquivo com o nome do meu usuário dentro de “/etc/sudoers.d”.

Verifique se existe a linha “#includedir /etc/sudoers.d” no arquivo “/etc/sudoers”. Caso não exista, adicione ela no arquivo.

Iremos criar o arquivo “user” dentro de “/etc/sudoers.d”

# echo 'user     ALL=(ALL)     ALL' > /etc/sudoers.d/user

Pronto. Feito isso, basta verificarmos logando como sudo e obtendo o resultado abaixo

# sudo -i
Presumimos que você recebeu as instruções de sempre do administrador
de sistema local. Basicamente, resume-se a estas três coisas:

    #1) Respeite a privacidade dos outros.
    #2) Pense antes de digitar.
    #3) Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades.

[sudo] password for user: 

VirtualBox 5 no Fedora/CentOS/RHEL

Olá pessoal, hoje irei apresentar um pequeno tutorial para realizar a instalação do Oracle VirtualBox no Fedora 23/22/21/20/19/18, RHEL/CentOS 7/6/5.

O VirtualBox é uma ótima ferramenta para virtualização com um maior uso doméstico e educacional, por possuir uma grande facilidade de instalação em sistemas operacionais “hospedeiros” voltados para o usuário final.

Inicialmente vamos adicionar o repositório de arquivos do VirtualBox

$ cd /etc/yum.repos.d/

Fedora 23/22/21/20/19/18/17/16/15/14/13/12

# wget http://download.virtualbox.org/virtualbox/rpm/fedora/virtualbox.repo

RHEL/CentOS 7/6/5

# wget http://download.virtualbox.org/virtualbox/rpm/rhel/virtualbox.repo

Vamos atualizar o nosso repositório e checar a nossa versão do Kernel

# yum update
$ uname -r

No caso do RHEL/CentOS é necessário instalar o pacote do repositório epel. Faremos isso com os comandos abaixo.
RHEL/CentOS 7

# rpm -Uvh http://dl.fedoraproject.org/pub/epel/7/x86_64/e/epel-release-7-5.noarch.rpm

RHEL/CentOS 6

# rpm -Uvh http://dl.fedoraproject.org/pub/epel/6/i386/epel-release-6-8.noarch.rpm

RHEL/CentOS 5

# rpm -Uvh http://dl.fedoraproject.org/pub/epel/5/i386/epel-release-5-4.noarch.rpm

Vamos instalar as dependências abaixo necessárias.
Fedora 23/22

# yum install binutils gcc make patch libgomp glibc-headers glibc-devel kernel-headers kernel-devel dkms

Fedora 21/20/19/18/17/16/15/14 e RHEL/CentOS 7/6/5

# yum install binutils gcc make patch libgomp glibc-headers glibc-devel kernel-headers kernel-devel dkms

Vamos buscar e instalar a última versão do VirtualBox

# yum search VirtualBox
Last metadata expiration check performed 0:24:27 ago on Wed Dec  2 20:45:19 2015.
=========================== N/S Matched: VirtualBox ============================
VirtualBox-4.3.x86_64 : Oracle VM VirtualBox
VirtualBox-5.0.x86_64 : Oracle VM VirtualBox
libvirt-daemon-driver-vbox.x86_64 : VirtualBox driver plugin for the libvirtd
                                  : daemon
RemoteBox.noarch : Open Source VirtualBox Client with Remote Management
libvirt-daemon-vbox.x86_64 : Server side daemon & driver required to run
                           : VirtualBox guests
# yum install VirtualBox-5.0.x86_64

Vamos executar o comando abaixo para recriar os módulos do kernel.
Fedora 23/22/21/20/19 e RHEL/CentOS 7

# /usr/lib/virtualbox/vboxdrv.sh setup

Fedora 18/17/16/15/14 e RHEL/CentOS 6/5

# /etc/init.d/vboxdrv setup

Ou

# service vboxdrv setup

Vamos adicionar o usuário no grupo “vboxusers” criado automaticamente pela instalação.

# usermod -a -G vboxusers "usuário"

Em alguns casos você poderá ter problemas com o parâmetro “KERN_DIR”, então iremos setar este parâmetro manualmente.
Utilizando o Kernel atual no Fedora

# KERN_DIR=/usr/src/kernels/`uname -r`

Utilizando o Kernel atual no RHEL/CentOS

# KERN_DIR=/usr/src/kernels/`uname -r`-`uname -m`

Exportar KERN_DIR

# export KERN_DIR

Pronto! Feito isso, o nosso Oracle VirtualBox está instalado e funcionando corretamente. Agora vamos testar.

© 2018 Blog do Vieira

Theme by Anders NorénUp ↑